‘Selectra’ Reduz o seu Consumo de Energia em mais de 20%

0
435
Selectra-CEOs

À semelhança do Plano de Poupança de Energia apresentado pelo Governo como resposta à crise geopolítica que atravessa a Europa, também várias empresas se viram “obrigadas” a ter de tomar medidas e a repensarem o seu consumo de energia atual. Sendo que a sua área de negócio recai precisamente nesse setor, a Selectra– empresa especializada na comparação de tarifas de luz e gás- não ficou indiferente a este apelo por parte da Comissão Europeia, e definiu um plano com novas estratégias referentes à iluminação e climatização de espaços que começou a colocar em prática em agosto deste ano.

Redução do consumo de energia

O objetivo inicial da multinacional era reduzir em 15% o seu consumo global de energia em comparação com o período de referência. Ou seja, em outubro de 2022 todos os escritórios deveriam consumir menos do que o fizeram nesse preciso mês no ano passado, e a verdade é que esta meta proposta, não só foi atingida como também ultrapassada em larga escala.

Isto é, ao total, entre todos os escritórios que estiveram em período de teste, a Selectra conseguiu reduzir em 22,6% o seu consumo de energia, sendo que em Itália a redução chegou aos 45% e em Espanha, aos 30%. Também em Lisboa- o único escritório que a empresa tem para já em território nacional- foram implementadas essas mesmas medidas e o resultado foi igualmente positivo.

Que medidas foram implementadas?

Entre várias, estas foram as estratégias que a Selectra fez questão de implementar em 1º lugar desde que começou a desenvolver este projeto:

–  Mudança para luzes LED nos escritórios em falta.

Apesar da maioria dos edifícios já estar equipado com estes sistemas de iluminação eficientes, existiam ainda raras exceções que recorriam às ditas lâmpadas “tradicionais”. No entanto, com este novo plano energético, a empresa fez a verificação global e substituiu os sistemas que ainda estavam em falta.

–  Instalação de termómetros em todas as plantas

Depois de definidas as temperaturas alvo de 26ºC no verão e 21ºC no inverno, tornou-se necessário recorrer a um sistema de controlo das mesmas. Assim, sempre que o termómetro indicar que a temperatura média foi atingida, o ar condicionado é desligado nesse espaço.

–  Revisão do horário em que o ar condicionado e luzes se encontram ligados

Uma vez que a empresa oferece flexibilidade quanto ao horário de entrada e saída dos colaboradores, o período horário em que os aparelhos se encontram ligados acaba por se estender. Ainda assim, a especialista em energia reviu minuciosamente os horários em que estes são mantidos acesos, e delimitou um período mais curto de funcionamento, para evitar o consumo de energia quando não está ninguém nos escritórios.

Ajudar os clientes e os colaboradores a poupar

Desde que iniciou a sua atividade em 2007, a missão da Selectra tem vindo a ser ajudar os seus clientes a poupar tempo e dinheiro. No entanto, e visto que a Europa está perante um período de grande instabilidade energética, a Selectra considera que os seus colaboradores são também uma parte ativa deste projeto e a sua contribuição individual faz toda a diferença, e por isso a empresa tem os encorajado a adotarem outro tipo de medidas, que são bastante eficazes não só no contexto laboral, como também pessoal:

  • Desligar todos os computadores do modo standby ao final do dia, uma vez que estes consomem cerca de 70 Wh por dia quando ligados à corrente (o equivalente a conduzir 100 km num carro elétrico, ao final de um ano).
  • Otimizar o envio diário de emails. Estima-se que os cerca de 13 mil milhões de e-mails enviados por hora em todo o mundo consomem mais de 50 GWh, o que se assemelha ao que 25 pequenas centrais nucleares produzem numa hora.

Uma vez que este plano apresentou resultados bastante positivos em apenas uma questão de meses, a empresa tenciona continuar a investir fortemente nestas estratégias, e mostra inclusive vontade de definir novas ações que transcendem o setor energético, como é o caso da poupança de água.

Selectra

Selectra-CEOs